Gripe suína mata segundo jordaniano na semana

Gripe suína mata segundo jordaniano na semana

Anonim

Uma mulher jordaniana morreu de gripe suína na segunda morte em uma semana, disse o ministro da Saúde, Abdullatif Wreikat, no domingo.

"A mulher, que estava na faixa dos 40 anos, foi levada para o hospital no último domingo, sofrendo de pneumonia", disse Wreikat à agência de notícias oficial Petra.

"A mulher recebeu o tratamento necessário depois que os testes mostraram infecção por H1N1, mas ela morreu na sexta-feira", acrescentou.

Em 2009, uma epidemia de gripe suína H1N1 irrompeu no México e se espalhou para uma pandemia mundial que causou pelo menos 17.000 mortes. A Organização Mundial da Saúde declarou em agosto de 2010.

Em 6 de janeiro, um homem de 26 anos morreu com o vírus, que matou 25 pessoas na Jordânia nos últimos anos.