TNFi não está ligado ao aumento da recorrência do câncer em pacientes com AR

Terceira Idade: O amor não tem idade, está sempre a nascer. (Junho 2019).

Anonim

Para pacientes com artrite reumatóide (AR), o tratamento com inibidores do fator de necrose tumoral (TNF) não está associado a um risco aumentado de recorrência do câncer, de acordo com um estudo publicado online em 14 de agosto nos Annals of Internal Medicine .

Pauline Raaschou, MD, Ph.D., do Karolinska Institutet, em Estocolmo, e colegas conduziram um estudo de coorte de base populacional baseado na vinculação de registros nacionais para examinar se o tratamento com TNFi na AR está associado a um risco aumentado de recidiva do câncer.

Os pesquisadores descobriram que 42 dos 467 pacientes que iniciaram o tratamento com TNFi em uma média de 7, 9 anos após o diagnóstico de câncer apresentaram recidiva do câncer (9, 0 por cento); 155 de 2.164 pacientes pareados com a mesma história de câncer tiveram recidivas (7, 2 por cento) (razão de risco, 1, 06; intervalo de confiança de 95 por cento, 0, 73 a 1, 54). Em análises de subconjuntos de pacientes pareados no estágio do câncer ou com tempo semelhante do diagnóstico de câncer de índice ao início do tratamento com TNFI e em análises sem correspondência, as taxas de risco foram próximas de 1.

"Os resultados sugerem que o tratamento com TNFi não está associado a um risco aumentado de recorrência do câncer em pacientes com AR, embora aumentos significativos de risco não possam ser descartados completamente", escrevem os autores.

Vários autores divulgaram laços financeiros com a indústria farmacêutica.